.
     
     

 


 
.

 

 


Você está aqui!

 Reconstrução Psicofísica
 Voltar para última página visitada...

 


 

 

Reconstrução Psicofísica

 

 

"Quando você se trabalha com Mantras e muda de uma bolha de existência repleta de problemas para uma outra muito melhor, em determinado momento é como se o Universo lhe perguntasse: Mas Seu Fulano, porque que o senhor sempre quis que eu lhe tratasse tão mal? E ai como é que vai explicar para ele que o grande culpado desta novela dolorida foi o nome que seus pais lhe deram?"

                                          Gilson Chveid Oen

 

 

O nome de uma pessoa e a sua data de comemoração de aniversário são códigos que a fazem viver com freqüência no seu inconsciente, desde muito cedo, uma vastíssima coleção de experiências. 

As letras do alfabeto, de qualquer idioma, são chaves que abrem no nosso inconsciente, no nosso disco rígido interior, arquivos de experiências ancestrais, que denominei em meu trabalho, por uma questão de simplificação, de As 9 Salas do Inconsciente. 

Estas experiências, por serem intensamente repetidas, acabam fazendo com que ela adquira, em pouco tempo, crenças internas muito fortes que por sua vez passam a manipular profundamente o seu comportamento, fazendo-a assumir, involuntariamente, um personagem com o qual passa a viver a vida. 

O desenrolar de nossas vidas é uma mistura do que fazemos com elas somado ao que elas fazem conosco e o tão propalado "livre arbítrio" não possue o poder que muitos imaginam e gostariam que tivesse.

Aparentemente só temos poder de interferência sobre a primeira parte, é nela que exercemos o livre arbítrio, e para a maioria das pessoas parece que a maneira como nossas vidas nos tratam, nos aspectos em que nos é impossível manipulá-las é algo imponderável e aleatório e que depende mais de termos sorte ou azar.

    

Descobri que a forma como o lado da vida que não controlamos nos trata é um reflexo direto da experiência interior que nossos nomes e datas nos fazem viver, pois as crenças internas que daí adquirimos produzem desejos inconscientes que passam a comprimir o universo – imagine o universo como se ele fosse uma malha elástica – fazendo ele nos devolver um determinado tipo de tratamento, na forma de acontecimentos,  que pode ser bom ou não. 

Isto faz o Universo conspirar a favor de uns e literalmente contra outros

Na hora que uma pessoa recebe um nome e uma data de comemoração de aniversário ela é introduzida numa dimensão de realidade onde as coisas passam a ocorrer segundo padrões pré determinados por estes códigos dimensionais. 

Isto não quer dizer que a partir daí lhe seja estabelecido um destino, mas, com certeza, significa que ela passa a viver padrões de existência regidos por regras bastante claras e precisas.

É isso que faz com que, as vezes, encontremos pessoas com talento que vivem vidas difíceis e mal sucedidas e pessoas medianas, e que nem lutam tanto pelas coisas, para as quais tudo sempre ocorre de maneira fácil e sem qualquer desgaste. 

Um nome pode criar pessoas, comportamentalmente falando,com baixa capacidade de realização, com baixíssima auto-estima, com tendência a ansiedade e depressão, com uma fortíssima dispersão, com dificuldade de geração de vida e comunicação social, muito agressivas, muito passivas, com dificuldade de aprender rapidamente as lições que a vida nos dá, com uma sexualidade muito alta, com uma sexualidade muito baixa, com uma dependência extremada de se enxergar através de outras pessoas, com dificuldade de exercer poder e com mais uma infinidade de problemas que neste momento não cabe relatar. 

Por outro lado – no que diz respeito ao tratamento que recebemos do Universo – um nome pode produzir caminhos das pedras, onde as conquistas só acontecem após muitas lutas e dificuldades, pode produzir pessoas que são forçadas a  viver recomeçando suas vidas, pode produzir existências que se caracterizam por freqüentes altos e baixos, pode produzir existências onde as coisas só acontecem muito lentamente, quase que como se um botão de câmara lenta tivesse sido acionado nestas dimensões de realidade, pode produzir caminhos de uma solidão muito grande e mais uma série de outros caminhos existenciais difíceis que deixo de relacionar. 

Quando a fonte produtora dos problemas de uma pessoa é o nome e a data que recebeu, para podermos eliminá-los, é necessário submetê-la a um processo que modifique a sua experiência interior. 

Para isto é necessário que seja feita uma avaliação profunda do seu personagem, tanto em termos comportamentais, como em termos do tratamento que seu nome e sua data fizeram o Universo lhe dar. 

A partir dos resultados as soluções surgirão e, com certeza, envolverão a alteração da grafia do seu nome e o fornecimento de dois primeiros Mantras, que usará por 6 meses, para dar início à mudança da sua experiência interior onde ela lhe foi prejudicial. 

A cada 6 meses precisará receber dois novos Mantras, num trabalho de transformação similar ao que ocorre com o corpo físico numa academia de ginástica, até que atinja um nível de mudança do seu personagem onde os Mantras deixem de ser necessários. 

Não existem receitas de bolo previamente preparadas para mudar a dimensão de realidade de uma pessoa

Cada caso é um caso e este é o principal trabalho que realizo como Engenheiro Dimensional na Área Humana e que chamei de Reconstrução Psicofísica.

 

 

 Gilson Chveid Oen

Numerologia Científica e Engenharia Dimensional

 

 

»  E-Mail

 

 
Se você deseja enviar um e-mail para o Gilson clique aqui