.
     
     

 


 
.

 

 


Você está aqui!

 Queremos Caramuru
 Voltar para última página visitada...

 


 

 

Queremos Caramuru

 

A Importância da Mudança do Nome da Moeda Brasileira

 

"Daqui a 20 ou 30 anos as pessoas vão dizer sobre nós: como é que aqueles caras eram atrasados,davam nomes para as coisas sem saber sequer o que isso poderia causar..."

                                    Gilson Chveid Oen 

 

As palavras, além, da sua função mais conhecida, de serem instrumentos de comunicação que permitem o cérebro humano funcionar em rede, são códigos que abrem no inconsciente humano arquivos de experiências ancestrais.

As letras que as compõem atuam como chaves que abrem no nosso inconsciente nove arquivos contendo experiências ancestrais, denominados de As 9 Salas do Inconsciente.

Quando uma pessoa vivencia com freqüência uma palavra ela é levada a experimentar, regularmente em seu inconsciente determinados tipos de experiências, que acabam fazendo-a adquirir crenças internas muito fortes que passam a manipular o seu comportamento.

Neste caso esta palavra se torna um Mantra para ela.

Todos os nomes que usamos para denominar pessoas e coisas são Mantras que afetam, num maior ou menor grau, o nosso comportamento e que atuam, também, dimensionalmente sobre o universo, induzindo-o a nos tratar de uma forma, que pode ser boa ou não.

Os resultados que obtemos nas conquistas que buscamos realizar na vida são produzidos pela soma do que fazemos com nossa vida mais o que o universo faz com a gente.

O nome de uma moeda é um poderoso Mantra que manipula o comportamento das pessoas que lidam com ela e que solicita do universo a inserção das mesmas num tipo de dimensão de realidade bem definido, no qual a ação dos acontecimentos que não controlam sobre o desenrolar de suas histórias de vida pode ser boa ou não.

Qualquer indivíduo com conhecimentos rudimentares sobre economia sabe que o comportamento da economia de um país e dos mercados financeiros envolvidos com ela são profundamente afetados em seu desempenho pelas crenças das pessoas envolvidas neste processo.

Sob este prisma torna-se profundamente importante compreender como o nome de uma moeda interfere na economia dentro da qual se acha inserido.

Após ter estudado os nomes da maior parte das moedas que fizeram parte da história do Brasil, cheguei a conclusão que fomos bastante infelizes na sua escolha, pois seus efeitos mantricos sobre a economia do nosso país sempre cunharam dimensões de realidade bastante difíceis de serem trilhadas.

Compreendi o quanto estávamos longe dos tipos de benefícios que moedas como o DÓLAR e o IENE faziam suas economias experimentarem.

Um pouco antes da adoção do nome REAL para a nossa moeda eu o estudei e não gostei nem um pouco do que percebi que ele iria fazer conosco.

Naquela ocasião me pronunciei através da mídia sobre o que aconteceria e não fui ouvido, o que já era de se esperar de um país onde poucos pensam e muitos realizam inconseqüentemente.

Afinal de contas ter a mente aberta para o que não se entende é a marca registrada das pessoas que formam as sociedades mais evoluídas e avançadas e infelizmente nosso país, por mais que o amemos, ainda esta muito distante de ser assim.

Fiz naquela ocasião uma pesquisa com o objetivo de descobrir palavras inseridas em nossa cultura que pudessem servir para cunhar um nome de moeda que, como Mantra, alavancasse fortemente o crescimento do Brasil.

Descobri, para minha surpresa, que o nome CARAMURU enquadrava-se maravilhosamente como um Mantra acionador das experiências que nós brasileiros precisávamos viver interiormente, em nossos inconscientes, para realizarmos com sucesso a mudança que o Brasil precisava viver para se tornar parte do primeiro mundo.

Propus, então a adoção do nome CARAMURU como nome da moeda brasileira e minha sugestão – apesar das explicações e do lobby feito neste sentido – não foi aceita, produzindo-se, então, o gigantesco erro que nos conduziu a situação que estamos vivendo atualmente.

Agora acredito ter surgido novamente a oportunidade de repará-lo.

Abaixo relato resumidamente algumas explicações que, espero, façam você entender porque acho ser essencial adotarmos neste momento o nome CARAMURU como o novo nome da moeda brasileira.

As chaves representadas pelas letras que formam as palavras REAL e CARAMURU podem ser grupadas da seguinte maneira:

 

      5 1 

  R E A L

  9  5 1 3       

 

vogais:  5 + 1 = 6

todas as letras:  9 + 5 + 1 + 3 = 18     

                        1 + 8 = 9

neutralizador:  6 + 9 = 15      1 + 5 = 6

 

      1    1      3    3      

  C A R A M U R U

  3 1  9 1  4  3  9 3        

 

vogais:  1 + 1 + 3 + 3 = 8

todas as letras:  3 + 1 + 9 + 1 + 4 + 3 + 9

                     + 3 = 33

neutralizador:  8 + 33 = 41      4 + 1 = 5

 

O nome REAL entendido como um Mantra produz nas pessoas, sob sua influência, uma enorme impaciência e uma significativa incapacidade de maturar os processos necessários para alcançar objetivos que se tenha estabelecido. Isto ocorre porque ele as faz viver intensamente a Sala 9 do Inconsciente Humano, dentro da qual acha-se armazenada a experiência da finalização dos processos que vivemos.

Tal fato incute nelas a crença de que se uma coisa não ocorrer logo, com uma velocidade enorme, é porque deu errado e não ocorrerá mais.

E ai não há Plano Econômico, por melhor que seja, que tenha condições de dar certo.

Como Mantra o nome REAL cria um distúrbio contínuo no funcionamento da economia brasileira, tornando-a incapaz de se auto sustentar.

Além disso a ação quântica do nome REAL sobre a vida econômica brasileira faz com que o lado da vida que não controlamos produza cortes regulares nos caminhos que nos propomos a seguir, fazendo com que nossas conquistas nesta área se tornem temporárias e efêmeras.

Já o uso do nome CARAMURU como moeda nacional instalará nas pessoas crenças internas capazes de alavancar poderosamente a economia brasileira, porque começara a desenvolver nelas uma capacidade de exercício de poder muito grande que é uma qualidade comportamental somente encontrada numa parcela bem pequena dos brasileiros. Isto ocorrerá porque ele as fará viver intensamente a Sala 8 do Inconsciente Humano, que é onde encontram-se armazenadas as experiências de poder vividas por nossos ancestrais.

Ele as fará aprender a fazer negócios eficientemente graças ao vivenciamento da Sala 5 do Inconsciente Humano, que é onde se acham armazenadas as experiências de prazer e do uso da capacidade de se vender algo.

Além disso a ação da experiência representada pelo 33 sobre o lado da vida que não controlamos fará com que o mesmo trabalhe quase sempre a nosso favor, funcionando como um amortecedor e estabilizador da economia.

Claro que é importante que lutemos com eficiência por aquilo que buscamos alcançar, mas, também, é fundamental que recebamos regularmente apoios externos, espontâneo e não procurados, a nosso favor, pois ter um pouco de “sorte”, afinal de contas, não faz mal a ninguém.

Esta é a característica fortemente apresentada pelas pessoas e países bem sucedidos.

E, finalmente, a moeda CARAMURU fará uma expressiva anulação do comportamento egocêntrico e individualista que o nome Brasil faz todo os brasileiros aprenderem desde que nascem.

Acredito que a moeda CARAMURU alterará, em cerca de 2 anos, profundamente a vida de nosso país para muito melhor, criando as condições necessárias para o surgimento de uma economia auto sustentável.

Deixe a ousadia tomar conta de seu coração e lute como eu para que a nossa moeda passe a se chamar CARAMURU, passando a fazer parte do seleto grupo de pessoas que modificam intencionalmente os caminhos da vida.

 

 Gilson Chveid Oen

Numerologia Científica e Engenharia Dimensional

 

 

»  E-Mail

 

 
Se você deseja enviar um e-mail para o Gilson clique aqui