.
     
     

 


 
.

 

 


Você está aqui!

 Teoria dos Arcanos Cerebrais
 Voltar para última página visitada...

 


 

Teoria Dos Arcanos Cerebrais

 

Uma Introdução à Engenharia Dimensional

 

 

"O nome de uma pessoa é tão importante que as pessoas poderiam ter vários nomes ao longo da vida.Na medida em que elas quisessem mudar sua Dimensão de Realidade, deveriam mudar de nome.Isso também deveria acontecer  com as empresas..."

                                     Gilson Chveid Oen

 

 

Quando você tomou consciência da sua existência acreditou, com certeza, que fazia parte de uma coletividade de seres humanos que estavam todos submetidos as mesmas condições planetárias de tempo, de espaço, de clima e de regras de convívio social. E que o seu sucesso como caçador dos seus alvos de felicidade, ao longo da sua vida, dependeria dos talentos que fosse capaz de adquirir e de uma razoável parcela de sorte com a qual fosse brindado durante a sua permanência como personagem desta interminável novela vivida pela espécie humana.

E que aqueles que haviam fracassado antes de você não haviam tido o talento necessário e, quem sabe talvez, um pouco desta sorte para alcançar o que desejavam para suas vidas. Ou que, dentro de uma visão mais vendida recentemente, não haviam aprendido o segredo de como fazer o Universo lhes ajudar a ser felizes.

Meu amigo é importante que saiba que cada um de nós vive numa Bolha de Existência sua, totalmente pessoal e particular, dentro de um Micro-Universo onde a forma como exercemos o nosso arbítrio, agimos e somos tratados pela vida, só acontece com a gente e com mais ninguém.

Durante milhares de anos a raça humana acreditou na experiência coletiva e as ciências que foram criadas para lidar com ela, e com as conseqüências das ações humanas sobre a vida do Planeta, sempre partiram deste princípio. A Economia chegou a nos ver como insumos dentro dos processos de desenvolvimento econômico dos países.

Esta é uma grande inverdade assumida por ignorância ou, talvez, por ingenuidade daqueles cuja profissão é procurar compreender melhor nossas vidas.

Quando você nasceu, em não mais do que 2 anos de vida, se tornou portador de um conjunto com 60 crenças no seu inconsciente que configuraram a realidade - estou dizendo literalmente a realidade – em que tem vivido. Estas crenças não tem vínculo de origem algum com a sua religião, com a sua educação familiar e muito menos com a cultura existente nos lugares onde cresceu e viveu.

Desde criança ouvi dizer que éramos um produto do meio e cheguei a me empolgar com esta idéia. Mas tive, de uns 35 anos para cá, que aposentá-la.

Vivemos num Universo que contém Infinitas Bolhas de Existência e as habitadas o são apenas por um morador. É impossível haver mais de um ocupante dentro de cada uma delas e realidades extremamente distintas acontecem no seu interior. Nós seres humanos somos réplicas existenciais de partículas chamadas férmions e como elas somos incapazes de ocupar uma mesma morada dimensional.

Nós nascemos para vivermos sozinhos e se dependesse da nossa natureza jamais nos uniríamos uns aos outros para formar nada.

Precisamos de forças que nos unam e só existem na prática 2 opções para este fim. Uma é a força produzida pelo interesse comum e o seu inconveniente é que ela é temporária, pois mais cedo ou mais tarde ele deixa de existir e ai a separação se torna inevitável. Outra é o afeto que, desde que o Mundo é Mundo, existia nos núcleos familiares mas que até neles, já há algum tempo, vem deixando de existir.

Uma civilização formada por indivíduos ligados pela força do afeto se tornaria eterna. Mas na história conhecida e escrita da raça humana um tipo de sociedade assim jamais existiu.

Agora caberia uma pergunta. Como é que surge este conjunto de 60 crenças no nosso inconsciente?

A resposta para muitos pode parecer espantosa, mas ele surge pelo vivenciamento repetitivo de experiências que nossos nomes, e datas de comemoração de aniversário, nos fazem viver em arquivos de experiências ancestrais que possuímos em nosso inconsciente e que recebemos ao nascer por transferência genética.

No início das pesquisas que deram origem a Engenharia Dimensional chamei estes arquivos de Arcanos Cerebrais, porque a palavra Arcanum, que em Latim significa segredo, mistério, traduzia perfeitamente as dificuldades que encontrei para compreender o conteúdo dos mesmos. Conteúdos misteriosos e desafiantes.

Mais tarde quando criei a Engenharia Dimensional passei a chamar estes arquivos de As 9 Salas Do Inconsciente Humano.

Uma experiência vivida um grande número de vezes, de maneira repetitiva e dentro das mesmas condições, se torna uma crença. As crenças não surgem por um convencimento lógico ligado ao conteúdo de uma experiência e sim, única e exclusivamente, por sua repetição exaustiva.

Uma vez instaladas em nosso inconsciente estas crenças passam a manipular o nosso comportamento, fazendo com que tenhamos a certeza prévia de que algo irá acontecer, se certas condições se fizerem presentes, e tal fato nos leva a produzir ações preventivas por conta do que acreditamos que irá ocorrer.

Se durante 100 sucessivas quintas-feiras você perceber que sempre que o relógio marca 15.00 horas começa a chover - independente do clima e do lugar onde estiver - esta experiência se transformará numa crença que passará a manipulá-lo.

E à partir daí, ainda que não entenda o motivo desta chuva, se alguém, por exemplo, convidá-lo para almoçar num restaurante numa quinta-feira as 13.00 horas, ele verá, com absoluta certeza, você chegar ao encontro portando um guarda-chuva, mesmo que o dia esteja super ensolarado.

Para a Engenharia Dimensional a espontaneidade humana ocorre quando uma pessoa se deixa levar pelas ordens de ação emanadas de suas crenças inconscientes, sem que sua razão questione em momento algum as mesmas.

Este é o menor dos efeitos de interferência que uma crença ocasiona em nossa vida e a ação conjunta das suas 60 crenças inconscientes sobre o seu comportamento é que forjam a forma como lida com as coisas.

Toda crença inconsciente – e não os pensamentos positivos conscientes das pessoas – produz um campo de força que transmite fisicamente para o Universo informações a respeito do conteúdo das experiências que a criaram. Isto faz com que o Universo devolva para o portador daquela crença acontecimentos que reproduzem aquele conteúdo.

A realidade que você viveu, desde que nasceu até hoje, vem sendo, por um lado, produzida pela sua capacidade de ação e, por outro, pela forma como o Universo responde com acontecimentos aos campos de força produzidos por suas crenças inconscientes.

Na vida da maioria das pessoas comuns a realidade em que vivem é produzida 20% por sua capacidade de ação e 80% por interferência direta do Universo.

Em pessoas superdotadas como caçadoras de seus alvos de felicidade esta relação chega no máximo a 30% + 70%.

Percebi há muitos anos atrás que a apologia que se fazia do talento humano como um dos fatores fundamentais para o sucesso de uma pessoa era totalmente falsa e quero que entenda que a maneira como o Universo o trata é essencial para que consiga ser feliz.

Esta é uma questão que pretendo abordar com maior profundidade em artigos futuros aqui no meu portal.

A Engenharia Dimensional defende a tese - comprovada por 30 anos de desenvolvimento e prática de uma terapia de transformação de realidade com humanos – que todo indivíduo vive solitariamente numa Bolha de Existência que é invadida regularmente por 60 tipos de devolução de acontecimentos, criados pelo Universo como uma resposta direta aos campos de força gerados por suas crenças inconscientes.

Para mudar a sua realidade é preciso modificar as suas crenças inconscientes nos aspectos onde elas lhe criam problemas comportamentais e respostas inadequadas por parte do Universo, que acabam impedindo-o de atuar como um parceiro seu e que o levam em muitos casos até a conspirar contra você.

Você pode ardentemente querer ser feliz, e proclamar claramente isto aos quatro ventos, mas o Universo irá tratá-lo apenas como as suas crenças inconscientes o levarem a fazê-lo. E se elas pedirem maus tratos é isso que terá por parte dele.

Para fazê-lo mudar de uma Bolha de Existência ruim para uma outra bem melhor não adianta lançar mão de pensamentos positivos ou de um número muito grande de sessões de qualquer terapia. Tais procedimentos só o ajudarão a suportar um pouco melhor as suas dificuldades e dores existenciais.

Crenças inconscientes somente são anuladas ou modificadas com a instalação no seu disco rígido interior de outras crenças capazes de produzir este efeito.

E a melhor ferramenta para realizar estas modificações será sempre um Mantra criado matematicamente com esta finalidade. Pois um Mantra é um código que tem a capacidade de acionar repetitivamente no inconsciente de uma pessoa conteúdos de experiências que acabem ali instalando as novas crenças desejadas.

A Engenharia Dimensional desenvolveu uma tecnologia que lhe permite avaliar matematicamente os efeitos das crenças inconscientes de uma pessoa na produção da realidade que ela vive.

Ficando em condições, à partir daí, de criar para ela Mantras capazes de transportá-la para Bolhas de Existência bem melhores do que a sua original.

Hoje você ficou conhecendo um pouco da origem e dos fundamentos da Engenharia Dimensional e, também, o que ela pode fazer na prática para mudar sua vida para melhor.

 

 Gilson Chveid Oen

Numerologia Científica e Engenharia Dimensional

 

 

»  E-Mail

 

 
Se você deseja enviar um e-mail para o Gilson clique aqui